terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

[NEWS] Hip Hop Tailandês Cria Novas Estrelas


Na geografia e na cultura, os arrozais do nordeste da Tailândia são milhares de quilômetros de distância da cidade natal do hip hop, o Bronx, em Nova York, mas para o rapper tailandês RachYo, a língua do hip hop é universal.

Um vídeo recente traz um artista de 18 anos fazendo rap em um arrozal, sentado em um caminhão velho enquanto lamenta, em tailandês, sentir ciúmes de uma garota. O vídeo foi assistido mais de 57 milhões de vezes no Youtube.

"Canto sobre coisas que realmente me aconteceram," diz RachYo, morador da província de Nakhon Ratchasima, no nordeste da Tailândia, cujo nome real é Rachayothin Pengjunta. Ele diz que canta mais sobre garotas.

A crescente popularidade do hip hop na Tailândia criou estrelas que têm chamado a atenção da indústria musical. Def Jam Recordings, a principal gravadora de hip hop da Vivendi, da Universal Music Group (UMG), que é lar de Rihanna, 2 Chainz e Kanye West, ano passado abriu filiais na Tailândia e em Singapura.


Um dos primeiros artistas a assinar foi o rapper DaBoyWay, que tem mais de um milhão de seguidores no Instagram e que lançou um novo album no início do ano. Também foram assinados outros cinco de Singapura, Malásia e Indonésia.

"A Def Jam planeja assinar com mais quatro artistas tailandeses esse ano", disse Paul Sirisant, que cuida da UMG em Bangkok.

"Os artistas tailandeses se destacam dos demais do Sudeste Asiático porque o idioma rima naturalmente no discurso diário,  ao rap e hip hop", disse Sirisant em entrevista. "Também se espalhou pelas áreas rurais do país", disse ele.

"A Tailândia já avançou bastante - são os arrozais e o hip hop", disse ele, acrescentando que os rappers de primeira linha podem ganhar cerca de 40 milhões de baht (US $ 1,32 milhão).

A Workpoint Entertainment lançou um reality show em 2018, The Rapper, um concurso para encontrar a próxima estrela do rap. A competição foi imensamente popular, familiarizando o público com o gênero.

"O programa The Rapper fez do hip hop um nome familiar. Era grande entre os meninos adolescentes, depois se tornou um nome familiar", disse Sirisant.

Um grupo chamado Rap Against Dictatorship lançou uma música em 2018 que atraiu milhões de visualizações no YouTube com letras como "ou coma a verdade ou balas", falando da junta militar que governou até o ano passado.

"Klong Toey", de 19Tyger e H3NRI, trata da vida na favela de Klong Toey em Bangcoc. Maya Piyapan, 23, diz que sua equipe de hip-hop, WARPGVNG, conheceu online e tem membros de todo o país. O grupo tem música sobre problemas com amigos depois de encontrar fama. "As gravadoras me procuraram para ajudar na produção e no conteúdo, mas não como artista", disse Maya.

Os acordos com gravadoras são o sonho de muitos artistas, mas não o RachYo - cujo vídeo recente Nok (a palavra tailandesa para pássaro) registrou 80 milhões de visualizações no YouTube, mais do que a população da Tailândia, de quase 70 milhões. Ele diz que faz rap para se expressar, mas não está interessado em assinar com uma gravadora.

"Eu gosto de estar em casa, de estar no país. Eu realmente não gostaria de ir a lugar algum ", disse ele.

Créditos: Reuters
Tradução: Deh @TMBR
Favor não retirar sem os devidos créditos!

0 comentários: