segunda-feira, 1 de maio de 2017

[ENT] Matung, em novo single


  

O programa The Star está na televisão há doze anos e provou ser muito popular. Entretanto, é surpreendente que, em todo esse tempo, o programa só tenha duas vencedoras. Uma delas, Radubdow Srinawong (Matung) , que ganhou o primeiro lugar em 2015, também é a vencedora mais nova. Não há dúvidas de que ela mereceu o prêmio. Embora seja baixinha, sua voz alta enlouqueceu a audiência.

Logo após sua vitória, Matung lançou um single inicial, chamado “Miracle of the Heart.”. Depois, ela lançou “Sak Wan Tong Dai Dee (Some Day I Will Succeed)", "Her Name is Boonrod " para a tv e cinema, e, ano passado, lançou “Sang Lae Ngao (Light and Shadow)”.

Recentemente, a cantora de 17 anos lançou um novo single, entitulado“Dee Tor Jai (Good for My Heart)”. A Student Weekly encontrou com a cantora no Grand Musik, onde nos contou sobre seu segundo single e sua carreira.



Qual é a parte boa e a parte ruim de participar de programas de canto?

Matung:  Não vejo partes ruins. Os comentários dos jurados me ajudaram a melhorar minhas habilidades em canto. Também aprendi a me mover no palco. Antes de participar do The Star, eu cantava e me mexia como quando cantava em meu quarto. Mas aprendi no programa que devo expressar emoções durante toda a música e que meus movimentos deveriam refletir minhas emoções.

Qual é o tipo de música que você mais gosta?
Matung: Gosto de músicas que me façam sentir tranquila e músicas que tenha batidas mais fortes, tipo o pop-rock. Mas em competições de canto, os expectadores esperam que você cante algo forte.

Sua música nova,  “Good for My Heart”, é sobre ter uma queda por uma pessoa. Já teve uma quedinha por alguém?
Matung: Sim, tive. Na verdade, eu gosto desse sentimento de ter uma queda por alguém. Acho divertido sonhar em conhecê-lo e do que eu poderia fazer por ele.

A atriz do clipe diz ao "crush" como se sente. Você faria isso?
Matung: Acho que sim. Mas só faria isso se me sentisse confortável. Provavelmente iria olhar o Facebook dele e ver se ele estaria interessado. Aí sim, comentaria.

Fazer trilhas sonoras para televisão foi difícil?
Matung: Sim. É mais difícil do que fazer meus próprios singles porque preciso saber qual é o sentimento que o personagem está tentando transmitir para poder refletir na música. Então preciso assistir antes para depois gravar a música.


Como foi fazer um tour pelo país?
Matung: Foi uma experiência maravilhosa. O pessoal do Nordeste é muito doce. Mas é um público um pouco mais formal. Eles são um pouco mais relutantes a tudo. Tive que me esforçar muito para fazê-los se expressar. Sou do nordeste, então sei como me comunicar com esse tipo de audiência um pouco melhor do que com outras regiões.

Já teve algum incidente no palco? 
Matung: Uma vez, em Udon Thani, meu microfone parou de funcionar. O público ficou sem me ouvir por uns dois versos, então pedi que cantassem comigo enquanto os técnicos consertavam o problema.

Como descreveria seu estilo de apresentação?
Matung: Quero que as pessoas se divirtam comigo, então faço piadas e canto músicas engraçadas para que também dancem.

É verdade que você jogava no time de vôlei da escola?
Matung: Sim. Eu comecei a jogar quando estava no primário. É divertido. Infelizmente, nosso time nunca chegou a ganhar direito porque todo ano, as jogadoras mudavam.


Créditos: Bangkok Post
Tradução: Deh @TMBR
Favor não retirar sem os devidos créditos.

Nenhum comentário: